Preocupação com a saúde faz disparar produção de orgânicos

A busca por um estilo de vida mais saudável tem impulsionado o mercado de produtos orgânicos em Goiás

Publicado em 12/07/2018

Somente em Goiânia, pesquisa realizada em 2017 pelo Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis) mostra que 22% da população diz já ter realizado consumo de orgânico. A principal motivação é a saúde e a tendência é de crescimento de até 25% ao ano, o que tem feito florescer novos negócios e até produção em grande escala.

Veja Também:Projeto de lei que dificulta a venda direta de orgânicos é aprovado

Empresas, cooperativas e pequenos produtores têm alcançado mais do que essa parcela da população, há também grande procura fora do Estado e até do país. Ainda são poucos os casos de produção em grande volume no país. Entre os que têm maior escala está a Jalles Machado, como segundo maior produtor mundial de açúcar orgânico. Em Goiás, a empresa produz 75 mil toneladas do produto por safra. São 12 mil hectares dedicados à cana orgânica e previsão de novos investimentos e expansão. A venda ocorre para mais de 20 países. Para Wachsner, a produção de orgânicos é variada e pequena e para atingir o alcance de monoculturas como a da cana-de-açúcar, há um longo caminho. Ela reconhece, porém, que novos projetos mostram que Goiás, onde o agronegócio tradicional é importante, começa a mudar esse cenário.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados