Meninas de 7 e 8 anos são usadas como ‘bombas humanas’ na Nigéria, diz polícia

O atentado deixou pelo menos um morto e 18 feridos

Publicado em 15/12/2016

Duas meninas com idades entre sete a oito anos foram usadas como crianças-bomba em um mercado no nordeste da Nigéria. O atentado deixou pelo menos um morto e 18 feridos.
A polícia da cidade de Maiduguri, no Estado de Borno, diz que o ataque aconteceu quando o mercado estava lotado.
Segundo testemunhas, as meninas detonaram os explosivos que carregavam amarrados ao corpo quase simultaneamente. Ambas morreram.

Veja Também: Uma criança morre a cada 10 minutos no Iêmen por desnutrição, aponta Unicef


Nenhum grupo reivindicou a autoria do atentado, mas militantes da organização extremista muçulmana Boko Haram já realizaram ataques similares.
Nos últimos meses, o Exército da Nigéria registrou ganhos significativos contra o Boko Haram, mas o grupo ainda promove atentados regularmente.
Um integrante de uma milícia em Maiduguri, Abdulkarim Jabo, afirmou à imprensa local que as meninas haviam chegado ao mercado de riquixá.
“Elas saíram do riquixá e passaram por mim sem demonstrar o menor sinal de emoção”, disse ele.
“Tentei falar com uma delas, em hausa (idioma local) e em inglês, mas elas não responderam. Pensei que estavam procurando por sua mãe”.


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados