Dengue: eliminar criadouros é a melhor forma de se proteger

A Prefeitura de Barueri realiza ações contínuas com vistorias



Por:Jornal NC - Publicado em 29/01/2020

Dengue: eliminar criadouros é a melhor forma de se proteger

Não há um período do ano em que se possa relaxar com relação a dengue. Os ovos do mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypt, podem durar até um ano só esperando condições ideais para se desenvolver. Tudo o que ele precisa é de um pouco de água parada. Qualquer cantinho da casa ou objeto que acumule água se torna um criadouro do mosquito, portanto, estar sempre atento e eliminar potenciais criadouros é a melhor forma de se proteger da doença, que pode até matar.
Importante lembrar que o Aedes, além da dengue, também é o transmissor de outras doenças, como zika, chikungunya e febre amarela.
Os primeiros meses do ano são considerados períodos críticos de epidemias de arboviroses, quando o cuidado precisa ser redobrado.

O perigo pode estar dentro de casa
Um balanço inédito divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, por meio do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypt (LIRAa), mostra que 2,5 criadouros do mosquito são encontrados em cada casa do Estado de São Paulo em média.
Os tipos de recipientes que costumam acumular água foram detalhados pela pesquisa, sendo: depósitos elevados (sótãos/forros); depósitos não elevados (ao nível do solo); móveis (vasos de plantas, garrafa pet, potes plásticos); fixos (calhas, lajes, piscinas) pneus; passíveis de remoção (toldos, entulhos, sucatas) e os naturais (plantas, ocos de árvore, bambu, por exemplo). Ainda segundo o balanço, os recipientes móveis são os que têm maior prevalência de larvas, atingindo 1,3 criadouros por casa, mas todos exigem constante atenção.

Veja Também: Prefeitura de Barueri conclui obras de escolas no Imperial e Maria Helena

Todos devem agir
A Prefeitura de Barueri realiza ações contínuas com vistorias em terrenos, obras e residências, além do intenso cuidado com as áreas e prédios públicos e a correta destinação do lixo. Há também a visita de equipes da Zoonoses casa a casa, quando os agentes procuram por possíveis criadouros nas residências, tiram dúvidas e dão todas as orientações necessárias aos munícipes. Mas a iniciativa mais efetiva contra o mosquito continua sendo a praticada pelo cidadão nos espaços que ocupa.
A Vigilância também pede bastante cuidado com relação a construções em geral, bem como o descarte irregular de entulho, pois são muito propícios a abrigar larvas e acumular água.

Denuncie
A Prefeitura disponibiliza canais de denúncia da dengue pelo telefone (11) 4706-1011, de segunda a sexta-feira das 8h às 17h, ou pelo APP Barueri.

Curta nossa Fanpage no Facebook

Seu Portal de últimas notícias das cidades de Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Osasco, São Paulo e região de Alphaville e Granja Viana.

Publicidade


Contato

Telefone
(11) 9 8476-9654

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 - 2020 - Jornal NC. Todos os direitos reservados