Situação é tranquila em Gaza após anúncio de cessar-fogo com Israel

Após o anúncio do cessar-fogo, milhares de palestinos participaram de manifestações em vários pontos do enclave para proclamar a “vitória sobre Israel”

Publicado em 21/11/2018

O movimento islamita Hamas e outros grupos palestinos anunciaram um cessar-fogo com Israel, alcançado com o patrocínio do Egito, após um dos piores confrontos entre os dois lados desde a guerra de 2014.
Na Faixa de Gaza havia na noite desta terça-feira uma relativa calma, e as escolas, fechadas durante o dia.
Após o anúncio do cessar-fogo, milhares de palestinos participaram de manifestações em vários pontos do enclave para proclamar a “vitória sobre Israel”.
Por enquanto não foi obtida nenhuma confirmação por parte de Israel, que não costuma comentar anúncios deste tipo. Somente o ministro da Defesa israelense, Avigdor Lieberman, publicou um comunicado para desmentir ter apoiado o cessar das operações israelenses. No Egito, mediador histórico em Gaza, o Ministério das Relações Exteriores pediu a Israel, em um comunicado difundido depois do anúncio, “cessar imediatamente todas as formas de ações militares”. Kuwait e Bolívia solicitaram nesta terça uma reunião urgente do Conselho de Segurança da ONU para abordar a violência na região. Desde a tarde de segunda-feira, uma nova escalada de violência em Gaza e nas regiões israelenses próximas trouxe o temor de uma quarta guerra desde 2008 no enclave.
Em menos de 24 horas, ao menos sete palestinos morreram em ataques israelenses, que responderam ao lançamento de centenas de foguetes de Gaza, que deixaram um morto e dezenas de feridos em território israelense.

Veja Também: Caravana de migrantes chega à Cidade do México

Entre todas os episódios recentes de escalada da violência, este é o que mais ameaça os esforços da ONU e do Egito para conseguir uma trégua durável entre Israel e Hamas.
Embora prosseguisse o disparo de foguetes do território palestino para Israel, de onde continuavam os bombardeios contra posições militares na Faixa de Gaza, os intercâmbios eram menos intensos.
Durante a noite, dezenas de milhares de israelenses de Ascalon e outras localidades próximas ao enclave estiveram correndo sem parar até os refúgios alertados por sirenes.
Na Faixa de Gaza foram ouvidos durante toda a noite os ataques israelenses, que destruíram vários edifícios, inclusive a sede da televisão do Hamas e escritórios de um serviço de segurança.
O Exército israelense contabilizou 460 disparos de foguetes desde a tarde de segunda-feira. Como resposta, indicou ter atacado cerca de 160 posições militares do movimento islamita Hamas e de seu aliado, a Jihad Islâmica.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados