Libertadores deve ter final em jogo único de 2019 a 2022

A cúpula da Conmebol se reúne em Punta del Este, no Uruguai, para tomar uma das decisões mais controversas de sua história

Publicado em 08/03/2018

Mudar o formato de disputa da final da Copa Libertadores da América para uma partida única, em lugar dos jogos de ida e volta.
Lima, capital do Peru, é a favorita a estrear o novo formato, a partir de 2019. O Rio de Janeiro chegou a se oferecer, mas a candidatura terminou inviabilizada pelos problemas de segurança do Estado e pela indefinição a respeito do estádio do Maracanã.
A edição atual da Libertadores, portanto, deve ser a última no formato consagrado de um jogo na casa de cada finalista – e o decisivo no estádio do time que fez melhor campanha no torneio.
A Conmebol está perto de finalizar o pacote comercial para o período de 2019-2022. Então é provável que a decisão de fazer a final em jogo único seja válida para esse período de quatro anos. Este é o projeto da direção da Conmebol. A reunião do Uruguai vai servir para que as federações nacionais referendem a decisão.

Veja Também: Piloto de Osasco, Danilo Lewis fica em 2º lugar na Copa Pirelli

Além da mudança na Libertadores, a Conmebol também vai discutir em Punta Del Este a Copa América de 2019 – que será realizada no Brasil, com 16 participantes, os 10 do continente e mais seis convidados. O plano é ter dois da Europa, dois da Concacaf e dois da Ásia.
A Comitê Organizador Local da Copa América vai mostrar aos demais cartolas do continente o projeto do torneio – quantas sedes, quantos estádios, quem serão os convidados e outros detalhes.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados