Cidade da China supera em 50 vezes o índice aceitável de poluição do ar

A má qualidade do ar vem ocasionando doenças respiratórias e mortes prematuras

Publicado em 11/11/2015

A região norte da China encontra-se em situação de poluição alarmante. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o nível de poluição supera em quase 50 vezes os índices considerados aceitáveis, ocasionando em uma nuvem cinzenta que cobre a localidade.
Como consequência das más condições do ar, a densidade das pequenas partículas nele presentes atingiu 860 microgramas por metro cúbico, na cidade Changchun, capital da província de Jilin, ao nordeste do país. O nível registrado supera astronomicamente os 25 microgramas considerados admissíveis pela organização, já que as partículas podem causar doenças cardíacas, enfarte e complicações do aparelho respiratório, incluindo enfisema e câncer de pulmão.
A poluição tornou-se, nos últimos anos, uma das principais fontes de descontentamento popular na China, estando relacionada a milhares de mortes prematuras.
Diante da situação, o governo municipal anunciou o nível 3 de alerta, incluindo a proibição de atividades ao ar livre nas escolas, a recomendação aos moradores para optar por transportes públicos e espaços fechados e a tomada de precauções.


Veja Também: Possíveis “vulcões de gelo” são identificados em Plutão

“Ao sair de casa, o ar queima os olhos, a garganta fica irritada”, disse um morador de Shenyang, capital da província de Liaoning, à agência chinesa Xinhua.
Segundo o Ministério chinês da Proteção Ambiental, em 2014 o ar em quase 90% das principais cidades chinesas deixou a desejar nos padrões de qualidade.

Curta a nossa Fanpage no Facebook e fique por dentro das notícias!


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados