Autoridades fazem buscas em casas de políticos peruanos por caso Odebrecht

O Ministério Público do Peru realizou buscas nas residências de Jaime Yoshiyama e Augusto Bedoya, ex-ministros de Estado e ex-dirigentes do partido fujimorista

Publicado em 08/03/2018

Acusado pelo ex-diretor da Odebrecht no Peru, Jorge Barata, de ter recebido recursos da empresa para financiar a campanha política em 2011.
Segundo uma emissora de televisão peruana, funcionários do MP entraram nas casas dos dois políticos nos distritos de La Molina e San Isidro, em Lima, em uma operação liderada pelo promotor responsável pelas investigações de lavagem de dinheiro, José Pérez Gómez.
Gómez investiga Keiko Fujimori, líder do partido Força Popular e filha do ex-presidente Alberto Fujimori, pelo financiamento irregular, particularmente pela Odebrecht, das campanhas políticas da coalizão, que em 2011 chamava-se Força 2011.
O caso Odebrecht no Peru segue o rastro da propina paga a funcionários e agentes públicos para vencer as licitações de contratos milionários de obras públicas, abrangendo os mandatos presidenciais de Alejandro Toledo (2001-2006), Alan García (2006-2011) e Ollanta Humala (2011-2016), além das campanhas eleitorais de outros políticos importantes.

Veja Também: Mulheres são exploradas na Síria em troca de ajuda humanitária

Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados