Fundador do Megaupload planeja relançamento do site em 2017



Publicado em 14/07/2016

O empresário alemão Kim Dotcom está planejando o relançamento do site de compartilhamento de arquivos Megaupload em janeiro de 2017, cinco anos depois que o governo dos Estados Unidos tirou a página do ar sob acusações de pirataria.
O Megaupload, fundado em 2005, afirmava ter mais de 150 milhões de usuários registrados e 50 milhões de visitantes diários. No pico, estimava-se que o site era o 13º mais visitado da Internet.
O empresário e três outras pessoas foram presas em 20 de janeiro de 2012, depois que a polícia da Nova Zelândia fez uma batida a pedido do FBI, a polícia federal norte-americana.
Dotcom, que tem residência na Nova Zelândia, negou as acusações de pirataria e lavagem de dinheiro e tem lutado contra pedidos de extradição para os EUA. Ele argumenta que o site era meramente uma instalação de armazenagem para arquivos online e não deveria ser considerado responsável se o conteúdo armazenado foi obtido ilegalmente.


Veja Também: 2º melhor golfista do mundo desiste da Rio 2016 por causa do vírus da Zika


Um tribunal da Nova Zelândia garantiu a Dotcom em 2013 acesso a todas as evidências confiscadas pela política na batida ocorrida em sua casa.
O FBI estimou em 2012 que Dotcom faturava cerca de 115 mil dólares por dia durante 2010. Ele costumava publicar fotos sobre seu estilo de vida extravagante, como viagens ao redor do mundo em seu jato privado.
Os bens confiscados incluíram quase 20 carros de luxo, obras de arte e 10 milhões de dólares da Nova Zelândia investidos em companhias financeiras. Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados