Ônibus de caravana são atacados a tiros “Querem matar Lula”

Dois ônibus da caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foram atingidos por tiros no caminho entre as cidades paranaenses de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras

Publicado em 29/03/2018

Dois ônibus da caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pela região Sul foram atingidos nesta terça-feira, 27 de março por tiros no caminho entre as cidades paranaenses de Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, em uma aparente tentativa de emboscada. Lula estava em um outro veículo que não foi atingido. Ninguém ficou ferido.
Segundo integrantes da comitiva, um dos veículos foi atingido por três tiros e o outro, por um.
O ônibus que transporta parte da imprensa que acompanha a viagem foi o atingido por três disparos, dois do lado direito e um do lado esquerdo, de acordo com passageiros.
Neste, um dos vidros foi atingido por um objeto que deixou uma marca arredondada, segundo integrantes da comitiva, possivelmente uma bala que ricocheteou no local.

Veja Também: MP que altera reforma trabalhista tem comissão instalada

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), o líder do PT na Câmara, deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), e o coordenador da caravana, Márcio Macedo, cobraram providências dos governos federal e estadual. Pimenta disse já ter informado o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, sobre o ocorrido. Macedo, por sua vez, mencionou a “turma do Bolsonaro” ao falar do ataque, e disse que qualquer coisa que vier a acontecer com a caravana será de responsabilidade do presidente Michel Temer (MDB) e do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB). Não ficou claro, ao menos neste primeiro momento, quem teria sido responsável pelo ataque.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados