Tempestades de areia em São Paulo deixam o alerta da ação predatória de atividade agrícola

Fenômeno conhecido como ‘haboob’ varreu várias cidades do Sudeste paulista e de outros três Estados



Por:Jornal NC - Publicado em 17/11/2021

Tempestades de areia em São Paulo deixam o alerta da ação predatória de atividade agrícola

Nos últimos meses, tempestades de terra, poeira e areia foram registradas em ao menos quatro Estados do país. Várias cidades de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Maranhão foram açoitadas por este fenômeno conhecido como haboob, palavra árabe que significa em tradução livre “destruidor que se arrasta”. As chuvas voltaram, e as tempestades refluíram. mas deixaram cicatrizes profundas.

Ao menos quatro mortes em São Paulo foram atribuídas às ondas que escureceram o céu nas áreas atingidas: sem visibilidade, três pessoas morreram queimadas ao tentar combater um incêndio em Santo Antônio do Arancaguá, e uma faleceu após os ventos fortes derrubarem um muro em Tupã. Estas tempestades, comuns em zonas secas e do semiárido brasileiro, têm relação com a devastação ambiental em curso no país, e também contam com a ajuda de outro fenômeno nocivo, segundo especialistas: a desertificação do solo.

Veja Também: COP26: Reino Unido propõe adoção de cortes de emissões até 2022

A desertificação é um processo que facilita com que as tempestades e seus fortes ventos arrastem areia e poeira. Ela ocorre quando a camada natural de proteção do solo, formada por matéria orgânica, florestas e mata, é retirada, deixando a terra exposta. “Sem esta camada o solo fica muito ressecado, perde capacidade de absorver água, fica quebradiço e poeirento. Isso destrói o seu equilíbrio e consequentemente piora nossa qualidade de vida”, explica Tatiana Tucunduva P. Cortese, pesquisadora do Instituto de Estudos Avançados da USP e docente do Mestrado em Cidades Inteligentes e Sustentáveis da Uninove. Mas o que provoca esse desequilíbrio no solo?

“A desertificação ocorre pelo uso inadequado do solo, da água e da vegetação. É fruto muitas vezes de uma ação predatória do homem sobre os ecossistemas”. Um dos fatores responsáveis pelo fenômeno é o uso intensivo da terra para atividades agrícolas o que ocorre na região Oeste de São Paulo, uma das principais atingidas pelas tempestades de areia e castigada pela seca. “Estas atividades revolvem muito o solo. Essa prática somada ao uso de fertilizantes, pesticidas, reduz a quantidade de matéria orgânica.


Curta nossa Fanpage no Facebook

Seu Portal de últimas notícias das cidades de Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Osasco, São Paulo e região de Alphaville e Granja Viana.

Publicidade


Contato

Telefone
(11) 9 8476-9654

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 - 2021 - Jornal NC. Todos os direitos reservados