Província do Canadá planeja cobrar “imposto” de não vacinados contra Covid

Primeiro-minsitro de Quebec disse que aqueles que recusam os imunizantes estão sobrecarregando o sistema de saúde



Por:Jornal NC - Publicado em 13/01/2022

Província do Canadá planeja cobrar “imposto” de não vacinados contra Covid

Quebec, a segunda província mais populosa do Canadá, planeja forçar os adultos que se recusam a se vacinar contra a Covid-19 a pagar uma “contribuição de saúde”. A medida provavelmente estimulará um debate sobre direitos individuais e responsabilidade social. O primeiro-ministro da província, François Legault, disse a repórteres que a proposta, cujos detalhes ainda estão sendo finalizados, não se aplicaria àqueles que não podem ser vacinados por razões médicas.

Os não vacinados sobrecarregam os outros e o Ministério das Finanças da província está determinando uma quantia “significativa” que este grupo seria obrigado a pagar, disse Legault. Os governos em todo o mundo estão determinando restrições de movimento aos que se recusam a se vacinar contra a Covid-19, mas um imposto abrangente sobre todos os adultos não vacinados pode ser uma medida rara e controversa.

Veja Também: França identifica nova variante do coronavírus com mais de quarenta mutações

Embora esse imposto possa ser justificado no contexto de uma emergência de saúde, disse Carolyn Ells, professora de medicina e ciências da saúde da Universidade McGill, se sobreviverá a uma contestação judicial dependerá dos detalhes. Mas Ells expressou surpresa que o governo esteja dando um passo tão “dramático” agora, quando ainda restam outras opções, como expandir a exigência dos comprovantes de vacinação. Províncias em todo o Canadá estão enfrentando um aumento exponencial nos casos de Covid-19 que forçou dezenas de milhares de pessoas ao isolamento e sobrecarregou o setor de saúde. Quebec foi uma das mais atingidas, registrando regularmente a maior contagem diária de casos de coronavírus de todas as províncias e tendo milhares de profissionais de saúde fora de seus empregos.

“A vacina é a chave para combater o vírus. É por isso que estamos procurando uma contribuição de saúde para adultos que se recusam a ser vacinados por razões não médicas”, disse Legault. O primeiro-ministro disse que, embora a província tenha cerca de 10% de pessoas não vacinadas, estas representam 50% das pessoas em Unidades de Terapia Intensiva. Legault e seu partido enfrentam uma eleição provincial em outubro. O primeiro-ministro canadense Justin Trudeau disse que o governo federal havia garantido doses suficientes da vacina contra Covid-19 para que todos os canadenses elegíveis recebessem a dose de reforço.


Curta nossa Fanpage no Facebook

Seu Portal de últimas notícias das cidades de Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Osasco, São Paulo e região de Alphaville e Granja Viana.

Publicidade


Contato

Telefone
(11) 9 8476-9654

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 - 2022 - Jornal NC. Todos os direitos reservados