Hospital de campanha do Pacaembu foi entregue quarta-feira

Espaço contará com 520 profissionais da saúde



Por:Jornal NC - Publicado em 02/04/2020

Hospital de campanha do Pacaembu foi entregue quarta-feira

A prefeitura de São Paulo entrega o hospital de campanha montado no Estádio do Pacaembu, na zona oeste da cidade, para a administração do Instituto de Responsabilidade Social do Hospital Israelita Albert Einstein. O espaço, montado devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), conta com 192 leitos de baixa complexidade e oito semi-intensivos com respiradores.
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a previsão é que o hospital comece a receber os primeiros pacientes no fim de semana. A estimativa é que as pessoas fiquem em tratamento no período de 10 a 14 dias antes de terem condições de voltarem para casa.
Vão trabalhar no local 520 profissionais da saúde, entre médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, fisioterapeutas, psicólogos e assistentes sociais

Anhembi e M’Boi Mirim
No Anhembi, complexo que recebe eventos e feiras, estão sendo montados mais 1,8 mil leitos de baixa e média complexidade. A prefeitura está contratando 720 profissionais de enfermagem para atuar nesse hospital de campanha, na zona norte paulistana.
Além disso, em parceria com empresas privadas, estão sendo construídos mais 100 leitos no Hospital Municipal M’Boi Mirim, na zona sul da capital.

Veja Também: UE precisa de 10 vezes mais equipamentos contra coronavírus

Hospital de campanha está quase pronto no Rio
A construção do Hospital de Campanha que receberá casos de coronavírus no Riocentro está 70% concluída, informou a Prefeitura do Rio de Janeiro, que prevê a entrega da unidade até o fim da próxima semana.
A unidade começará a operar quando o Hospital Municipal Ronaldo Gazolla atingir 70% de sua capacidade de atendimento. Localizado em Acari, na zona norte, o hospital tem sido a unidade de referência na rede municipal para casos de internação por coronavírus.
O Hospital de Campanha no Riocentro terá 500 leitos para pacientes com a doença, sendo 100 deles unidades de terapia intensiva (UTI). Haverá ainda um pequeno centro cirúrgico e 400 leitos de clínica médica.
A administração do hospital de campanha caberá à RioSaúde, empresa municipal que vem assumindo as unidades de saúde cariocas no lugar das organizações sociais. A empresa pública fará uma seleção emergencial para contratar os 1.355 profissionais de saúde que atuarão no Riocentro.
O município do Rio de Janeiro concentra a maior parte dos casos confirmados de coronavírus no estado. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, são 586 casos confirmados, em um universo de 4.471 casos prováveis na cidade.
Já há registros de casos confirmados em 76 bairros da capital, sendo a Barra da Tijuca o local com maior incidência, com 80 casos, seguida pelo Leblon, com 57, e Copacabana, com 49. Até as 18h de ontem, 28 pessoas estavam em unidades de terapia intensiva da rede municipal por síndrome respiratória aguda.

Curta nossa Fanpage no Facebook

Seu Portal de últimas notícias das cidades de Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Osasco, São Paulo e região de Alphaville e Granja Viana.

Publicidade


Contato

Telefone
(11) 9 8476-9654

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 - 2020 - Jornal NC. Todos os direitos reservados