CPI da Covid: Eduardo Pazuello presta depoimento na comissão do Senado

O debate sobre o incentivo do presidente Jair Bolsonaro ao uso da cloroquina é um dos pontos de maior interesse da CPI da Covid



Por:Jornal NC - Publicado em 21/05/2021

CPI da Covid: Eduardo  Pazuello presta depoimento  na comissão do Senado

O ex-ministro Eduardo Pazuello declarou, em depoimento à CPI da Covid, que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nunca deu ordens diretas em relação a temas específicos como o uso da cloroquina e hidroxicloroquina no tratamento do coronavírus.
A resposta ocorreu depois de uma indagação do relator da comissão, Renan Calheiros (MDB-AL). O parlamentar questionou se Pazuello havia sido indicado para o cargo com o intuito de recomendar a pacientes da covid-19 o uso desses medicamentos — que não tem eficácia científica comprovada
.
O debate sobre o incentivo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao uso da cloroquina é um dos pontos de maior interesse da CPI da Covid. Ministério da Saúde, durante a gestão de Pazuello, chegou a criar uma plataforma digital com orientações para que o remédio fosse utilizado para tratar os sintomas de pacientes com a covid-19 em todo o país. Pazuello declarou que, durante a pandemia, não conseguia encontrar Bolsonaro mais do que uma ou duas vezes por semana.

Veja Também: CPI da covid tem bate-boca, acusação de mentira e pedido de prisão de Wajngarten

Questionado sobre orientações passadas pelo chefe do Executivo ao Ministério da Saúde, o general disse que “as orientações foram fazer a coisa acontecer o mais rápido possível”. Na versão de Pazuello, Bolsonaro teria o dito para aceitar apenas o que ele lhe falava e se houvesse qualquer orientação, seria as que o presidente o teriam recomendado.

TCU pode punir Pazuello por “omissões graves”
O TCU (Tribunal de Contas da União) retoma o julgamento de uma auditoria que já sinalizou “omissões graves” durante a gestão de Eduardo Pazuello ao longo da pandemia. O relatório tem apoio de quatro ministros que tentam convencer um quinto para garantir a aprovação do documento. Em processos como esse, o TCU poderá definir a cobrança de multas, decretar a indisponibilidade de bens e proibir que os investigados exerçam funções de confiança no serviço público.

O tribunal conseguiu constatar que as ações de Pazuello retiraram as responsabilidades do govenro federal sobre o gerenciamento de estoques de medicamentos, testes e insumos para os pacientes da covid-19. A visão do TCU é que a forma como a pandemia foi conduzida por Pazuello afetou a resposta do sistema de saúde nacional ao coronavírus.

Curta nossa Fanpage no Facebook

Seu Portal de últimas notícias das cidades de Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Osasco, São Paulo e região de Alphaville e Granja Viana.

Publicidade


Contato

Telefone
(11) 9 8476-9654

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 - 2021 - Jornal NC. Todos os direitos reservados