Anac suspende empresa dona do helicóptero que transportava o jornalista Ricardo Boechat

Anac informou que a RQ Serviços Aéreos Especializados já está proibida de operar aviões da empresa foram interditados



Por:Jornal NC - Publicado em 14/02/2019

Anac suspende empresa dona do helicóptero que transportava o jornalista Ricardo Boechat

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) suspendeu cautelarmente nesta quarta-feira (13) a RQ Serviços Aéreos Especializados, dona do helicóptero que caiu na última segunda e vitimou o jornalista Ricardo Boechat e o piloto da aeronave. Com a suspensão, a empresa fica proibida de operar.
O acidente ocorreu quando o jornalista voltava de Campinas (SP), onde havia participado de um evento.
Segundo a agência, havia “indícios de prática irregular de táxi-aéreo” por parte da empresa, que não tinha autorização para esse tipo de transporte.
De acordo com a Anac, a empresa possuía autorização para prestar serviços especializados, como aerofotografia e aerocinematografia, mas não possuía autorização para fazer taxi-aéreo, com o transporte remunerado de passageiros.
A agência informou ainda que as empresas envolvidas na contratação do serviço terão cinco dias úteis, a partir da publicação da suspensão no “Diário Oficial da União”, para apresentarem a documentação que comprove qual o tipo de serviço contratado.
A medida, segundo a Anac, deve ser publicada no “Diário Oficial”.

Veja Também: STJ manda soltar presos por rompimento da barragem em Brumadinho

Acidente
O chamado de socorro foi feito às 12h14. A queda ocorreu perto do quilômetro 7 do Rodoanel, sentido Castelo Branco. De acordo com a CCR Rodoanel Oeste, que administra o Rodoanel, houve uma terceira vítima com ferimentos, o motorista do caminhão.
Segundo informações iniciais, o helicóptero era do hangar Sales, no Campo de Marte, na Zona Norte da capital paulista, que ficou destelhado após um vendaval nas últimas semanas.
Foram enviadas ao menos 11 viaturas para o local. A Polícia Rodoviária Estadual informou que a alça de acesso do Rodoanel à Rodovia Anhanguera precisou ser interditada. Já a rodovia não teve bloqueio. Investigadores do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA IV), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), começaram a investigação, que chamam de “ação inicial da ocorrência envolvendo a aeronave de matrícula PT-HPG”.
A ação inicial é o começo do processo de investigação e possui o objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos. Segundo nota, a investigação realizada pelo CENIPA tem o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram.

Curta nossa Fanpage no Facebook

Seu Portal de últimas notícias das cidades de Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Osasco, São Paulo e região de Alphaville e Granja Viana.

Publicidade


Contato

Telefone
(11) 9 8476-9654

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2019 - Jornal NC. Todos os direitos reservados