Trump quer discutir violência em jogos com representantes da indústria

O Presidente dos EUA acredita que os jogos estejam estimulando a violência aos jovens e os massacres no país

Publicado em 08/03/2018

Depois de culpar os jogos eletrônicos pelo massacre que deixou 17 mortos na Flórida, o presidente dos Estados Unidos Donald Trump anunciou uma reunião com representantes da indústria dos jogos. O problema é que Trump aparentemente esqueceu de avisar aos representantes da indústria de que a reunião aconteceria. A Entertainment Software Association disse, horas após o anúncio de Trump, que não tinha ideia do encontro com o presidente.

Veja Também: ‘Uber Humano’: a tecnologia que poderá lhe substituir em eventos

Após o massacre na Flória, Trump disse que o excesso de violência em games era um dos fatores que causavam os constantes tiroteios nos EUA. Ao Kotaku, a ESA questionou a ligação entre violência em games e massacres. “Os mesmos games jogados nos Estados Unidos são jogados no mundo inteiro; no entanto, o nível de violência com armas é exponencialmente maior nos Estados Unidos do que em outros países. Diversas autoridades examinaram o registro científico e não encontraram nenhuma ligação entre conteúdo de mídia e violência no mundo real.”
A ESA não deixou claro se pretende aceitar o convite de Trump, caso seja formalmente feito.
A associação lembrou que já existe um órgão responsável pela classificação etária dos jogos, com indicações sobre conteúdo dos games para pais preocupados com o que seus filhos vão jogar.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados