Palmeiras não se curva ao rival, e Felipão espanta mais um fantasma

Eram seis derrotas e apenas uma vitória nos sete Dérbis que antecederam o encontro deste domingo

Publicado em 12/09/2018

Palmeiras jogou como está acostumado e venceu com justiça. O Palmeiras encarou o clássico com o Corinthians, da mesma maneira que encarou todas as outras partidas do Campeonato Brasileiro desde a chegada de Luiz Felipe Scolari: não alterou o planejamento de poupar jogadores por estar diante de seu maior rival, não criou um clima de guerra desnecessário (exceto pela pilha excessiva de Deyverson, que tem aparecido contra qualquer equipe) e não mudou o jeito de jogar.
Em resumo, não se curvou ao adversário e conseguiu uma vitória que aumenta a confiança e espanta mais um fantasma. O Palmeiras não vencia um Dérbi no Allianz Parque desde o primeiro turno do Brasileirão de 2016, com Cuca. Depois disso, foi derrotado em casa pelo rival alvinegro no Brasileirão do ano passado, novamente com Cuca, e na final do Paulistão desde ano, com Roger Machado, quando não soube lidar com um cenário amplamente favorável após a vitória em Itaquera, na ida. Aquela vitória, aliás, foi a única do Palmeiras nos sete Dérbis que antecederam o encontro deste domingo. Estava 6 a 1 para o Corinthians.
Vale ressaltar que o Palmeiras encontrou neste domingo aquele que talvez seja o pior Corinthians dos últimos anos, mas o jogo poderia se complicar se a postura da equipe não tivesse sido tão boa. Firme o tempo todo, algo simbolizado pela boa dupla de zaga formada por Luan e Gustavo Gómez, mas fugindo das confusões que só beneficiam a equipe de menor qualidade (de novo, exceto por Deyverson).
Um outro símbolo desta postura foi Felipe Melo. O camisa 30 reclamou muito com o árbitro, mas só se envolveu nos bate-bocas para afastar os companheiros. Aliás, ele não tomou mais nenhum cartão depois de ser expulso contra o Cerro Porteño - já são três jogos - e tem acumulado boas atuações.

Veja Também: Felipão dá confiança, e elenco começa a mostrar sua força no Palmeiras

Embora não tenha exigido muitas defesas de Cássio, o Verdão tomou a iniciativa de buscar o gol a todo tempo e merecia até ter vencido por uma diferença maior - Dudu acertou o travessão após uma bela jogada individual. A equipe de Felipão já tem o padrão de ser sólida defensivamente e de, mais cedo ou mais tarde, resolver a partida com a qualidade de seus homens de frente, sejam os titulares ou os considerados reservas.
O técnico admitiu que fez pelo menos duas mudanças de acordo com o rival, mas não pelo fato de ser o Corinthians, mas por ter mudado de treinador há poucos dias.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados