Forças de segurança do Egito matam 12 pessoas por engano, incluindo turistas

Ao menos 8 turistas mexicanos morreram por engano no Egito

Publicado em 14/09/2015

As forças de segurança no Egito mataram por engano 12 pessoas, incluindo turistas mexicanos, durante uma operação anti-terror. Os turistas que viajam em quatro veículos entraram em uma zona restrita na área de Wahat do Deserto Ocidental.
Com uma vasta área, o Deserto Ocidental é um destino popular para turistas que visitam o Egito, mas também uma área que atrai militantes islâmicos. No mês passado, um engenheiro croata feito refém pelo grupo extremista autointitulado Estado Islâmico (EI) foi executado na região. O deserto fica perto da fronteira com a Líbia, país em que as atividades de grupos extremistas estão se intensificando. No domingo, o ”EI“ disse ter enfrentado tropas egípcias no deserto.
Presidente Enrique Pena Nieto do México condenou o incidente e afirmou que ”exigiu uma investigação exaustiva pelo governo egípcio“.
“Eles não deviam estar ali”, disse à Associated Press uma porta-voz do Ministério do Turismo do Egipto, Rasha Azazi. “Não estavam autorizados e não avisaram as autoridades”.
Ataques a exército e da polícia, principalmente na península do Sinai, aumentaram desde islamita Mohammed Morsi presidente foi deposto em 2013.


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados