As mentiras virtuais mais usadas no cibercrime e como evitá-las

De acordo com o estudo da Norton, 44 milhões de brasileiros foram vítimas de cibercrime no ano passado

Publicado em 25/05/2016

De acordo com o estudo da Norton, 44 milhões de brasileiros foram vítimas de cibercrime no ano passado. Um dos crimes virtuais mais populares que usa histórias fraudulentas para atrair suas vítimas é o phishing, técnica que visa roubar senhas de banco e outras informações pessoais da vítima.
Esse tipo de golpe é usado tanto em e-mail, quanto SMS e até em sites de relacionamento. As mensagens são, geralmente, acompanhadas de um link que redireciona o usuário a outro site para que insira seus dados pessoais, como nome completo, número do cartão, CPF e senhas de banco.
Veja Também: Google venderá celular desmontável a partir do ano que vem

Entre os temas mais usados para atrair a atenção da vítima de crime virtual estão o uso de identidades falsas ligadas à vítima; histórias comoventes solicitando doações ou benefícios financeiros; promoções tentadoras e e-mails de empresas falsificados; e cobranças indevidas em nome de instituições financeiras e do governo.
Para evitar cair nessas armadilhas, as pessoas devem ter prudência ao abrir links ou anexos de e-mails suspeitos.Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados