Em estreia do futebol feminino nas Olimpíadas de Tóquio, Brasil vence a China por 5 à 0

O jogo foi no Estádio Miyagi e valeu pela primeira rodada do Grupo F



Por:Jornal NC - Publicado em 22/07/2021

Em estreia do futebol feminino nas Olimpíadas de Tóquio, Brasil vence a China por 5 à 0

A seleção brasileira estreou com goleada no futebol feminino das Olimpíadas de Tóquio: 5 a 0 sobre a China, com gols marcados por Marta (duas vezes), Debinha, Andressa Alves e Bia Zaneratto. O jogo foi no Estádio Miyagi e valeu pela primeira rodada do Grupo F.

Os dois gols acirraram a disputa de Marta com a canadense Christine Sinclair pelo posto de segunda maior artilheira da história do futebol feminino em Jogos Olímpicos. Ambas somam 12 gols, dois a menos que a brasileira Cristiane, que não está na disputa.

O próximo jogo do Brasil será no sábado (24), às 8h, contra a Holanda, que é uma das favoritas nestas Olimpíadas. Já a China enfrenta a Zâmbia no mesmo dia, mas três horas mais cedo. Autora do primeiro e do terceiro gols do Brasil, Marta é a protagonista mais frequente da seleção feminina nos últimos anos.

No entanto, teve coadjuvantes de luxo no móvel setor ofensivo da equipe com destaque para Bia Zaneratto. Apesar de ter feito só o último gol, já aos 43 minutos do segundo tempo, ela participou das jogadas de outros três e contribuiu com bom posicionamento, facilidade para tabelas, jogo físico nas tomadas de bola que marcaram o ritmo intenso da equipe e qualidade na armação.

Veja Também: Hospital Municipal de Barueri realiza festa julina e alegra pacientes da Hemodiálise

A experiente goleira do Brasil apareceu bem em alguns lances do jogo contra a China para corrigir problemas recorrentes do sistema defensivo, principalmente no começo do segundo tempo, quando as rivais adiantaram sua marcação e passaram a explorar o espaço entre as linhas da zaga e do meio-campo, principalmente entre as zagueiras Érika e Rafaelle.

Ambas tiveram dificuldades para ajustar posicionamento, Formiga não ajudou com passes errados e isso causou problemas para a seleção brasileira até Andressa Alves entrar para organizar o meio e Marta fazer o terceiro gol para tranquilizar o ambiente.

Intensidade foi a marca da seleção brasileira no primeiro tempo. Organizada numa formação tática 4-5-1, com Bia Zaneratto livre para flutuar e mais avançada, a equipe impôs marcação forte no meio-campo e criou desde o começo boas jogadas a partir de bolas recuperadas, como no lance do gol de Marta antes dos dez minutos.

A ideia de ter jogadoras fortes fisicamente e multifuncionais na criação contribuiu para a imposição de um ritmo que as chinesas não conseguiram acompanhar.

Curta nossa Fanpage no Facebook

Seu Portal de últimas notícias das cidades de Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Osasco, São Paulo e região de Alphaville e Granja Viana.

Publicidade


Contato

Telefone
(11) 9 8476-9654

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 - 2021 - Jornal NC. Todos os direitos reservados