Índia estima em 21 milhões o número de meninas ‘indesejadas’ no país

Na Índia, a maioria das pessoas prefere ter filhos homens



Por:Jornal NC - Publicado em 01/02/2018

Índia estima em 21 milhões o número de meninas ‘indesejadas’ no país

Na Índia, a maioria das pessoas prefere ter filhos homens. Afinal, lá as filhas não herdam propriedades, e a família da noiva precisa pagar um dote para que ela se case. Essa preferência declarada por filhos fez com que o país tenha cerca de 21 milhões de “meninas indesejadas”, aponta relatório do Ministério de Finanças do país.

Veja Também:Entre acusações de Trump e ‘conflito de interesses’, subchefe do FBI pede demissão

Isso porque, segundo os autores do documento, muitos casais continuam tendo crianças até a família alcançar a quantidade desejada de meninos. “De alguma forma (...), a vida das mulheres está melhorando, mas a sociedade ainda parece querer que menos mulheres nasçam”, diz trecho. Estima-se ainda que faltem 63 milhões de mulheres na Índia - considerando as que nem chegam a nascer diante dos abortos seletivos e de menos cuidados a grávidas que carregam meninas. Na Índia, testes para saber o gênero do bebê são proibidos, mas são feitos no mercado clandestino.

Curta nossa Fanpage no Facebook

Seu Portal de últimas notícias das cidades de Barueri, Santana de Parnaíba, Carapicuíba, Osasco, São Paulo e região de Alphaville e Granja Viana.

Publicidade


Contato

Telefone
(11) 9 8476-9654

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2019 - Jornal NC. Todos os direitos reservados