Há 15 anos foragido, chefe da Yakuza é preso após suas tatuagens viralizarem no Facebook

Shirai será extraditado para o Japão para ser julgado por acusação de assassinato

Publicado em 18/01/2018

A polícia tailandesa prendeu um chefe da yakuza, a máfia japonesa, que estava foragido há 15 anos, depois que fotos de suas tatuagens viralizaram no Facebook. Shigeharu Shirai, de 74 anos, é acusado de matar um rival em 2003. Ele fugiu para a Tailândia dois anos depois. Fotos da elaborada arte em sua pele foram feitas por uma pessoa na Tailândia que não sabia quem ele era.

Veja Também:A economia venezuelana, em estado de coma

As quatro imagens mostram as costas e o peito do idoso inteiramente coberto pelos desenhos.Também é possível ver que ele não tem parte do dedinho da mão esquerda, uma punição comum que integrantes da yakuza aplicam em si mesmos para se redimir por seus erros. As fotografias chamaram atenção da polícia japonesa, que pediu sua prisão. Ele foi detido na cidade de Lopburi, ao norte da capital, Bangkok, por irregularidades com seu visto. Segundo a polícia tailandesa, Shirai admitiu ser um membro da máfia, mas não confessou o crime do qual é acusado. Ele será extraditado para ser julgado.

Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados