Pneus mais largos sempre oferecem mais aderência?

Muitos motoristas tem essa dúvida, e a resposta é não.

Publicado em 11/01/2018

“Quanto mais largo um pneu, maior a área de contato com o solo e maior a aderência, via de regra. Mas, para essa afirmação ser verdadeira, é preciso considerar que ambos os pneus tenham a mesma escultura, composto e estrutura interna”, diz Flavio Santana, gerente de marketing da Michelin. Ou seja: um pneu de uso misto com 21,5 cm de largura pode ser menos aderente que um de 19,5 cm feito para rodar apenas no asfalto. E pneus mais largos têm grande desvantagem em situações onde o piso está com água acumulada. “O pneu mais largo é mais sensível a aquaplanagem que um pneu mais estreito, apresentando, portanto, nesta situação específica, uma pior aderência que um pneu mais estreito.” As vantagens de pneus mais largos só são notadas nos limites de aderência. Não há vantagens nas situações corriqueiras, como frenagens e curvas feitas abaixo da velocidade que faz os pneus desgarrarem. Devido à maior área de contato, há também desvantagens, como aumento do consumo de combustível e piora na aerodinâmica.

Veja Também:São Paulo: arrecadação do IPVA será menor em 2018


Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados