Petrobras assina acordo judicial de quase 3 bilhões de dólares nos EUA

A ação coletiva contra a estatal foi proposta em 2014 por um escritório de advocacia americano em nome de investidores que a acusaram de terem sido enganados

Publicado em 04/01/2018

A Petrobras informou na terça-feira do dia (3), no Rio de Janeiro, que assinou um acordo para encerrar ação judicial de investidores contra a estatal, na cor¬te federal de Nova York, nos Estados Unidos. O acordo prevê o pagamento de 2,95 bilhões de dólares (quase R$ 10 bilhões) em três parcelas e ainda será submetido à apreciação de um ma¬gistrado norte-americano.
A ação coletiva contra a Petrobras foi proposta em 2014 por um escritório de advocacia americano em nome de investidores que compraram bônus da estatal entre 2010 e 2014.

Veja Também: Putin será candidato independente às eleições presidenciais de março

O escritório Wolf Popper LLP acusou a estatal de enganar investidores com informações falsas e ocultação do esquema de cor-rupção descoberto pela Operação Lava Jato. Apesar de assinar o acordo, a es¬tatal não reconhece culpa ou práticas irregulares e nega responsabilidade so¬bre o esquema de corrupção. De acor¬do com a nota divulgada à imprensa a Petrobras se considera vítima do es¬quema e diz que continuará buscando as medidas legais contra os responsá¬veis pela corrupção, sejam indivíduos ou empresas.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados