Calibragem dos Pneus: Qual a Importância e Principais Riscos

Foi destacado que o ideal é que os pneus fossem enchidos toda semana e, claro, respeitando a pressão que a montadora indica

Publicado em 21/12/2017

O fato de deixar de lado a calibração dos pneus do carro dentro do período correto pode trazer diversos problemas para o veículo. Por exemplo, um pneu que não é calibrado com periodicidade pode ter sua vida útil reduzida em quase que pela metade. Outro ponto é que pode ocasionar um aumento de cerca de 4% no consumo de combustível. e isso de acordo com dados divulgados pela Continental. Astolfi destaca que seria ideal mesmo é que os pneus fossem enchidos toda semana e, claro, respeitando a pressão que a montadora indica. Abaixo destacamos alguns riscos que uma calibragem incorreta dos pneus poderá causar.

Desempenho pior na hora
da frenagem do veículo
O gerente da Continental destaca que a lateral do pneu é a parte que fica responsável por carregar a maioria da parte da carga do carro. Se caso houver excesso na calibragem a lateral pode ocasionalmente levantar demais e com isso o contato com o solo irá diminuir. Junte-se a isso o fato do carro precisar de um maior espaço para a frenagem, já que os chamados ombros dos pneus, ou seja, suas laterais, não possuem um bom contato com o solo.

Veja Também: Chevrolet Silverado 2019 tem primeiras imagens reveladas antes de Detroit


Danos causados por impacto
Se a pressão estiver baixa nos pneus, os mesmos acabarão ficando mais vulneráveis a sofrerem danos em suas laterais causados por impacto. Um choque com o meio fio ou uma simples queda em um buraco já pode ser motivo para causar o dano.

Pneu fora da roda
Isso é uma exceção de acordo com Astolfi, mas pode acontecer. Para ocorrer é preciso que existam certas variáveis de fatores. Por exemplo, além da pressão baixa, o veículo pode estar muito pesado e ter pela frente uma curva fechada. Esses são apenas alguns simples exemplos que ilustram que passar periodicamente no posto para calibrar os pneus fará mais do que bem para o carro e para o condutor.
Os pneus estão diretamente ligados à dinâmica do carro e qualquer variação na pressão, seja ela aumentada ou diminuída pode alterar o comportamento do veículo. Com isso, o acúmulo de água a sua frente fica maior.


Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados