Israel fecha fronteira com Gaza após disparos de foguetes palestinos

O fechamento foi a resposta a disparos diários de foguetes vindos do enclave na última semana, depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu Jerusalém como capital israelense

Publicado em 15/12/2017

Israel anunciou o fechamento da fronteira com Gaza nesta quinta-feira dia 14 em resposta a disparos diários de foguetes vindos do enclave na última semana, depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu Jerusalém como capital israelense, provocando raiva nos palestinos. Aviões israelenses atingiram três instalações do Hamas, grupo militante que controla a Faixa de Gaza, antes do amanhecer na quinta-feira, depois dos mais recentes disparos de mísseis, disseram as Forças Armadas de Israel.

Veja Também: Presidente do Peru anuncia que receberá CPI que investiga a Lava Jato no país

Elas afirmaram que tiveram como alvos um campo de treinamento e locais onde eram armazenadas armas.
O Hamas geralmente retira as pessoas dessas instalações quando aumentam as tensões na fronteira.
Dois dos foguetes disparados por militantes foram interceptados pelo sistema anti-mísseis de Israel e um terceiro explodiu em um descampado. Não houve relatos de mortes em ambos os lados da fronteira. Não foi informado quando as passagens seriam reabertas.


Curta nossa Fanpage no Facebook




Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados