Confronto entre guerrilheiros deixa 13 mortos e 71 deslocados na Colômbia

Cerca de 71 pessoas, que fazem parte de seis comunidades negras, foram obrigadas a abandonar suas casas após o combate entre supostos dissidentes das FARC e guerrilheiros do ELN.

Publicado em 07/12/2017

Cerca de 71 pessoas, que fazem parte de seis comunidades negras, foram obrigadas a abandonar suas casas após o combate entre supostos dissidentes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e guerrilheiros do Exército de Libertação Nacional (ELN). O confronto deixou 13 mostos no departamento de Nariño, no Sudoeste da Colômbia, informou nessa terça-feira (5) a Organização das Nações Unidas (ONU).

Veja Também:Traficante Rogério 157 é preso em operação da polícia no Rio de Janeiro

Os desalojados fazem parte do Conselho Comunitário Manos del Patía Grande, no município de Magüí Payán, e seguiram para o principal distrito municipal, disse, em comunicado, a Organização de Coordenação de Assuntos Humanitários das Nações Unidas (Ocha, na sigla em inglês).
O enfrentamento armado ocorreu no remoto vilarejo de Pueblo Nuevo, em Magüí Payán, no dia 27 de novembro. Segundo a Ocha, os desalojados estão abrigados em casas de familiares e amigos. O número de atingidos pode aumentar, caso as ações armadas continuem. A região do Pacífico, onde fica Nariño, é uma das mais pobres e conflituosas do país.

Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados