Chery adia início da produção do Tiggo 2 após greve em fábrica

Prevista para iniciar em outubro, a produção do Tiggo 2 da chinesa Chery no Brasil foi adiada após uma greve que paralisou a fábrica da montadora em Jacareí (SP) por cerca de um mês

Publicado em 10/11/2017

Prevista para iniciar em outubro, a produção do Tiggo 2 da chinesa Chery no Brasil foi adiada após uma greve que paralisou a fábrica da montadora em Jacareí (SP) por cerca de um mês. Sem previsão de lançamento, a empresa avalia uma nova data para o início da fabricação do aspirante de SUV.

Veja Também: Nova Honda Biz 2018 será revelada no Salão Duas Rodas

A fábrica da chinesa em Jacareí retomou a produção de veículos na última segunda-feira (30) após um mês greve por reivindicação por aumento salarial. Os metalúrgicos voltaram ao trabalho após acordo por reajuste de 1,73%, além da manutenção do acordo coletivo e pagamento dos dias de paralisação - a Chery havia cortado os salários dos funcionários que aderiram à greve.


Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados