Segundo IBGE, desemprego tem maior taxa desde 2007

Índice de desemprego passou de 7,6% em setembro para 7,9% em outubro deste ano

Publicado em 19/11/2015

Esse ano, a taxa de desemprego aumentou e os salários diminuíram. De setembro para outubro a taxa passou de 7,6% para 7,9%. O número de desempregados chega a 1,9 milhão de pessoas. “Foi a maior variação [na comparação anual] da população desocupada na série histórica da pesquisa, em 2002”, de acordo com o IBGE. Em relação a setembro, o número de desocupados ficou praticamente igual.
“Na comparação com setembro, o principal crescimento da desocupação ocorreu no grupo de pessoas de 18 a 24 anos. No caso dos jovens esse crescimento foi maior do que a população de 25 a 49 anos...A qualificação profissional vem sendo mais exigente. Seja porque perdeu o trabalho ou porque procurou e não consegue, essa taxa é mais alta”, afirma Adriana Beringuy, técnica de rendimento e trabalho do IBGE.

Veja Também: Energia elétrica acumula alta e acarreta em pressão no custo de vida dos brasileiros

Analisando as áreas que empregam os brasileiros, a população que está trabalhando ficou estável em quase todas, menos na Indústria, onde a queda sentida foi de 3,9%. Os resultados são diferentes frente a outubro de 2014. Na indústria, a baixa foi de 8,7%, na construção, de 5,2%, e nos serviços prestados às empresas, de 3,7%.
O número de trabalhadores com carteira assinada somou 11,2 milhões - estável sobre setembro e 4% menor que em outubro do ano anterior.
Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados