Fiat 500 vira selo e vai para museu em Nova York



Publicado em 24/08/2017

O lendário Fiat 500 comemora neste ano seu 60º aniversário com eventos que lembram a história do “pequeno grande veículo” italiano e, como presente, atingiu a marca de 6 milhões de exemplares vendidos. A marca fundada por Giovanni Agnelli em 1899 apresentou em julho de 1957, no complexo industrial de Mirafiori (Turim), um ícone que permanece no imaginário popular. Naquela época, a Itália vivia uma ascensão, após a Segunda Guerra Mundial, com a emigração do sul do país para o norte, em muitas ocasiões diretamente para Turim, que em 1971 tinha mais de 1 milhão de habitantes e onde Mirafiori chegou a contar com 80% de trabalhadores do sul. O modelo, lançado no mercado com o preço de 465 mil liras, vendeu 4 milhões de unidades de 1957 a 1975, quando a fabricação do “Cinquecento” foi interrompida.

Veja Também: Fiat Mobi recebe 1 estrela em teste de colisão

“Hoje o Fiat 500 é um símbolo, se transformou em um ícone porque é autêntico, com raízes sólidas e pertence a todos nós porque é muito mais que um produto: é um patrimônio público”, disse Luca Napolitano, chefe da marca na Europa, Oriente Médio e África.

Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados