Festival de arte digital leva mais de 350 obras e atividades a São Paulo



Publicado em 27/07/2017

A 18ª edição do Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (File), um dos maiores encontros do país sobre arte e tecnologia, começou ontem (17) fica em cartaz até 3 de setembro no Centro Cultural da Federação das Indústrias do estado de São Paulo, na capital paulista, com mais de 350 obras, incluindo instalações interativas, obras de realidade virtual, animações, games e mostra de videoarte, além de oficinas gratuitas.

Black Hole Horizont, do alemão Thom Kubli, é uma obra que chama a atenção dos visitantes, com a formação de grandes bolhas de sabão a partir do som emitido por três buzinas. Formada por aparelhos parecidos com buzina de navio, a obra é uma máquina que transforma o som em objetos tridimensionais – as bolhas que se espalham pelo espaço da exposição.

Veja Também: Quatro truques para tirar fotos criativas sem gastar muito dinheiro

Durante o evento, oficinas com educadores da ciência da computação e artistas buscarão uma imersão experimental na essência da linguagem binária. O objetivo é a transferência de conhecimento e a pesquisa sobre o uso da computação para fins artísticos, difundindo a tecnologia como linguagem criativa e como processo de desenvolvimento artístico.
O público poderá participar também de conversas com artistas que têm obras expostas no festival.

Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados