Com aumento de preço, veja dicas de como economizar combustível



Publicado em 27/07/2017

Na quinta-feira (20), o governo anunciou um aumento da tributação sobre os combustíveis. A gasolina deve subir cerca de R$ 0,41 por litro, se o repasse for integral ao consumidor. O diesel deve ficar R$ 0,21 mais caro, e o etanol, R$ 0,20. Veja abaixo que maus hábitos ao volante podem fazer o carro “beber” mais, como calcular o consumo do seu veículo e quais as diferenças entre gasolina aditivada, premium e comum.

Veja Também: Fiat Argo pode superar expectativas e superar reinado do Chevrolet Onix?

Aceleradas : evite aceleradas bruscas e desnecessárias. Elas afetam muito a média de consumo.
Vidros : andar com a janela aberta interfere na aerodinâmica e no consumo, principalmente a mais de 80 km/h.
Combustível: gasolina ou etanol “batizados” interferem na média porque a leitura do sistema de injeção eletrônica é afetada pela composição errada.
Na banguela?: - aquele costume de deixar o carro em ponto morto em descidas é coisa do passado. O veículo engrenado gasta menos porque a injeção corta o combustível.
No trânsito: próximo aos semáforos, por exemplo, diminua a velocidade se estiver vermelho. Evite o “zigue-zague” e acelerar sem necessidade.
Velas: se ela está ruim, a queima do combustível fica irregular, o que reflete diretamente no aumento do combustível injetado.
Filtros: precisam ser trocados nas datas previstas no manual, sem desculpas. Em caso de entupimento, eles interferem diretamente na mistura de ar e combustível na câmara de combustão.Rodas - o alinhamento é fundamental para a aerodinâmica. Se o veículo está fora de geometria, as rodas serão arrastadas, em vez de somente girar.
Pneus : a calibragem influencia diretamente no consumo e deve ser feita no máximo a cada 15 dias.

Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados