SP é recordista mundial de traições, diz site de relacionamentos

Pelo menos é o que garantem os dados do Ashley Madison, espécie de “Tinder da Traição” especializado em reunir pessoas que querem um relacionamento às escondidas.

Publicado em 27/07/2017

São Paulo é um dos principais pólos econômicos do país, mas aparentemente os paulistanos são campeões em mais uma coisa: relacionamentos extraconjugais. Pelo menos é o que garantem os dados do Ashley Madison, espécie de “Tinder da Traição” especializado em reunir pessoas que querem um relacionamento às escondidas.

Em 2017, a cada mês, mais de 100 mil brasileiros se registraram no site. Entre as cidades, São Paulo ocupa o primeiro lugar, seguida pelo Rio de Janeiro e por Santiago, no Chile. O Brasil ainda ocupa o segundo lugar entre os países com maior número de inscrições, perdendo apenas para os Estados Unidos.

Veja Também: Impressora 3D tem preço acessível e pode ser controlada pelo celular

Outros números do Ashley Madison revelam que as mulheres brasileiras estão explorando opções além da monogamia – elas se registraram mais no site do que os homens. Em 2017, para cada homem pagante existe 1,5 mulher ativa, o que indica uma forte oferta do sexo feminino no site e, possivelmente, uma nova era para a cultura de relacionamentos no Brasil.

Vale lembrar que os dados de centenas e milhares usuários do Ashley Madison vazaram em 2015, e foi revelado que a grande maioria dos perfis femininos eram falsos ou inativos. Será que agora que os brasileiros estão adotando bastante o site as coisas mudaram?

Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados