Harvard expulsa alunos que publicaram memes ofensivos

Os calouros envolvidos receberam um e-mail da universidade informando que sua admissão estava sendo revista e pediam explicações sobre as postagens

Publicado em 14/07/2017

A Universidade Harvard, uma das instituições mais influentes dos EUA e das mais prestigiadas do mundo, revogou a admissão de pelo menos dez estudantes que haviam sido aprovados. O motivo é mais do que justo: a instituição descobriu que eles publicaram memes racistas e ofensivos em um grupo no Facebook. Os calouros envolvidos receberam um e-mail da universidade informando que sua admissão estava sendo revista e pediam explicações sobre as postagens. Os conteúdos compartilhados faziam piadas racistas, debochavam de temas como abuso sexual, com a morte de crianças e também sobre o Holocausto.

“Algumas das mensagens brincavam sobre o abuso de crianças ser sexualmente excitante, enquanto outras tinham piadas direcionadas a grupos raciais ou étnicos específicos. Uma [mensagem] chamou o enforcamento hipotético de uma criança mexicana de ‘hora da pinhata’”, diz uma reportagem do jornal local The Harvard Crimson.

Veja Também: 5 cursos online grátis e em português para as carreiras do futuro


Conforme a entrada anual de novos estudantes, a própria Harvard cria e administra um grupo oficial de calouros que conta com mais de 1.500 membros. Porém, dois novos grupos não-oficiais foram criados por alunos, afim de reunir quem gostaria de compartilhar memes ou imagens bem-humoradas. No entanto, em dezembro do ano passado, outro grupo menor decidiu criar um espaço restrito para compartilhar mensagens com tons mais pesados. Essas publicações ofensivas chegaram ao conhecimento da universidade meses depois, o que causou a “expulsão” dos estudantes envolvidos.

Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados