Trump diz que Catar já estava sob suspeita de financiar terrorismo



Publicado em 08/06/2017

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse hoje (6) que, durante a sua viagem recente ao Oriente Médio, líderes de países árabes acusaram o Catar quando ele pediu o fim de financiamento para grupos terroristas.
Dessa forma, Trump voltou a usar o Twitter para falar sobre assuntos diplomáticos. Ele insinuou que a mudança de postura em relação ao Catar ocorreu graças ao seu diálogo recente com líderes árabes durante sua estadia em Riad, capital da Arábia Saudita.
Veja Também: Falso alerta de bomba na Itália deixa mais de 1500 feridos

Ontem, Arábia Saudita, Bahrein, Egito e Emirados Árabes Unidos romperam relações com o Catar e ordenaram o fechamento das fronteiras terrestres e do espaço aéreo e marítimo aos meios de transporte vindos desse país, que é acusado de apoiar o terrorismo. Além desses quatro países, também romperam relações com o Catar, as Ilhas Maldivas e os governos apoiados pela Arábia Saudita nos conflitos no Iêmen e na Líbia.
A ruptura de relações se baseia na acusação contra o governo catariano, dirigido pelo emir Tamim bin Hamad al Thani, de financiar organizações consideradas terroristas, como o Estado Islâmico (EI), a Al Qaeda e a Irmandade Muçulmana.
O governo do Catar rechaçou as acusações considerando-as “calúnias injustificadas”, e assegurou que “luta contra o terrorismo e o extremismo”, enquanto a comunidade internacional busca formas de pôr fim a esta crise diplomática.
Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados