Stephen Hawking: “a humanidade precisa deixar a Terra em 100 anos”



Publicado em 12/05/2017

A primeira missão tripulada a Marte deve acontecer só em 2033, mas é melhor corrermos contra o tempo caso queiramos sobreviver. Isso porque o físico Stephen Hawking acredita que, contando a partir de agora, a humanidade precisa colonizar outro planeta nos próximos 100 anos caso não queira ser extinta.

As declarações do cientista estão no documentário Expedition New Earth, que faz parte da nova temporada da série BBC Tomorrow’s World e será exibido ainda neste ano pela emissora britânica.

De acordo com Hawking, a previsão era de que as pessoas tinham cerca de mil anos para viver por aqui, mas esse número caiu para apenas cem em apenas seis meses.

Veja Também: Bitcoin renova máxima histórica e ganha US$ 1 bilhão em valor de mercado em apenas 24 horas

“Apesar de serem muito pequenas as chances de um desastre natural destruir o planeta Terra em um determinado ano, é preciso destacar que essas chances têm aumentado com o passar do tempo e vão acabar se tornando uma certeza para os próximos mil a 10 mil anos. Por isso, já deveríamos estar espalhados por todo o espaço e outras estrelas, para que um desastre na Terra não signifique o fim da raça humana”, disse Hawking no ano passado.

O físico explica que, até o início do próximo século, a Terra passará por outro período de extinção em massa ocasionado por vários motivos, entre eles as alterações climáticas causadas pelo aquecimento global, o aumento desenfreado da população mundial, guerras nucleares e a criação de vírus geneticamente modificados. Além disso, Hawking acredita que será ainda maior o risco de colisão de asteroides com a Terra, o que forçaria os seres humanos a colonizar outros planetas.

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados