Belfort abre as portas para revanche com Spider: “Se valer economicamente”



Publicado em 23/02/2017

Se hoje o MMA é um esporte que carrega multidões aos ginásios e arenas e gera índices de audiência que o garante como a segunda modalidade preferida no Brasil, muito se deve à disputa principal do UFC 126. Realizada no dia 5 de fevereiro de 2011, a então apelidada ‘Luta do Século’ colocou frente a frente os ex-parceiros de treino Anderson Silva e Vitor Belfort em duelo válido pelo cinturão dos médios (84 kg). Mas seis anos depois e em situações diferentes em suas carreiras, os atletas voltam a ter seus nomes na mira dos fãs.
Aos 39 anos e com duelo marcado para o próximo show do UFC no Brasil, em março, Vitor não parece disposto a interromper sua jornada no MMA em breve. Com mais de 20 anos de dedicação ao esporte, o carioca apelidado de ‘Fenômeno’ voltou a ventilar a possibilidade da criação de uma categoria de veteranos. Talvez como forma de prolongar sua carreira ou até mesmo com a intenção de apresentar um produto novo ao público. A gente não cria nada novo”, finalizou em tom de alerta.Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados