Bancos começam a aceitar celulares em vez de cartões em caixas eletrônicos

A evolução da tecnologia e a mudança nos hábitos dos usuários quase sempre vêm acompanhadas de transformações na forma como lidamos com nossos bancos

Publicado em 23/02/2017

A evolução da tecnologia e a mudança nos hábitos dos usuários quase sempre vêm acompanhadas de transformações na forma como lidamos com nossos bancos. E este que é um dos setores mais sensíveis da sociedade pode estar prestes a mudar de novo diante da revolução do smartphone.
Alguns dos principais bancos dos Estados Unidos começaram a testar no começo deste ano uma nova forma de acesso a caixas eletrônicos: pelo smartphone. Hoje, as maneiras mais populares de se consultar saldo ou realizar saques nessas máquinas são usando um cartão ou biometria, o que pode mudar no futuro.
O JPMorgan Chase, banco com o maior número de caixas eletrônicos dos EUA (mais de 18 mil), passou a aceitar o celular em vez do cartão de crédito em suas máquinas desde janeiro. O programa piloto começou em apenas algumas centenas de caixas em quatro cidades norte-americanas, incluindo Miami e São Francisco.
Veja Também: Para cobrir rombo, contas de luz devem ficar 7% mais caras em 2017

A primeira opção é a sigla para “near-field communications”, ou “comunicação em campo aproximado”. Trata-se de um protocolo de conexão utilizado por dispositivos eletrônicos para trocar dados de maneira segura em um mesmo ambiente e sem fios. A maioria dos smartphones mais caros do mercado vêm com essa tecnologia integrada, como o iPhone 7 e o Galaxy S7.
Outra opção é por aplicativo: o usuário baixa um app no seu smartphone.Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados