Na região, Itapevi e Parnaíba não têm prontuário eletrônico nas UBSs

Até o dia 10 de dezembro, as prefeituras terão que adotar o sistema de prontuário eletrônico

Publicado em 10/11/2016

Até o dia 10 de dezembro, as prefeituras terão que adotar o sistema de prontuário eletrônico em suas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), segundo determinação do Ministério da Saúde (MS). Na região, Itapevi e Santana de Parnaíba ainda não possuem o programa. Barueri, Osasco e Cotia utilizam um sistema próprio informatizado.



As informações foram fornecidas pelo MS. No Brasil, 1.860 municípios já se adequaram. A cidade que encontrar dificuldade deverá reportar ao Ministério, que fará análise. A plataforma digital permite o acompanhamento do histórico médico do paciente em todas as UBSs.



Veja Também: Novembro Azul: Prefeitura de Barueri realiza ações de conscientização e prevenção para promover a saúde do homem



Em Osasco, o sistema funciona desde 2005 e possui cadastros de profissionais e estabelecimentos de saúde, histórico do usuário (paciente), controle de agendas, gerenciamento de estoque (medicamentos, vacinas e insumos), entre outros dados. Na cidade de Cotia, o módulo possui variações, “mas se refere basicamente ao prontuário e cadastro do paciente disponibilizado via sistema, em que o profissional de saúde irá evoluir suas considerações e condutas, segundo a prefeitura”.



Curta nossa Fanpage no Facebook



Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados