Confira algumas dicas para cuidar da pintura do seu carro

Tem dúvidas de como cuidar da pintura do seu carro? Confira!

Publicado em 30/09/2016

Tem dúvidas de como cuidar da pintura do seu carro? Com ajuda de Seiiti Ogata, proprietário da O2autolab, oficina especializada em funilaria e pintura, respondemos as principais perguntas sobre o assunto. Confira!
Algumas pessoas usam limão, esfregado diretamente, para remover manchas do calcário de goteiras de prédios. Pode?
Pode desde que a cal ou o cimento que caiu sobre o veículo não tenha danificado o verniz. Se isso ocorreu, é preciso fazer uma repintura.
Capas automotivas protegem a pintura?
Sim. Por outro lado, a ação de colocar e tirar a capa risca o carro. Sendo assim, só vale a pena usá-la em um modelo que vai ficar muito tempo parado.
Como remover adesivos com papel da lataria? Use um soprador térmico para aquecer o adesivo e o remova usando uma espátula plástica.
Com que frequência se pode ou se deve encerar o carro?
Depende da cera que é utilizada. As ceras comerciais têm uma durabilidade média de um mês. Então, pode encerar a cada mês.

Veja Também: Mercedes-Benz vê risco de extinção do setor automotivo no Brasil


Como remover respingos de tinta que caíram sobre a lataria?
O ideal é tentar remover enquanto a tinta não está seca, mas, se isso já ocorreu, é possível remover com uma solução com 50% de querosene e 50% de água. Em casos críticos, é melhor levar para uma oficina especializada.
Como tirar dejetos de pássaros e seiva de plantas?
Para os dejetos, use o limão. Já a seiva, com uma lavagem. Se já tiver afetado o verniz é preciso fazer uma repintura.
Como eliminar grude de piche na carroceria? Para evitar danos à pintura é indicado o uso de um solvente leve ou à base de água. O ideal é ir a uma oficina.
O que ocasiona menos desvalorização na hora da revenda: riscos na lataria ou ter partes do carro pintadas?
Depende do comprador. Caso seja um lojista, se o carro foi bem repintado, provavelmente vai ter menor desvalorização do que o riscado. Se for para um particular, talvez a situação se inverta. O que é certo é que uma pintura malfeita deprecia muito.Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados