Polícia prende quatro vereadores de Carapicuíba durante sessão por fraude

Quatro vereadores de Carapicuíba acusados de participação num esquema que fraudou a contratação de 210 funcionários

Publicado em 25/08/2016

A polícia prendeu nesta terça-feira, 23 de agosto, quatro vereadores de Carapicuíba acusados de participação num esquema que fraudou a contratação de 210 funcionários para o Programa Saúde da Família (PSF). Jefferson Macedo (PSDB), Elias Cassundé (PPS), Nenê Crepaldi (PPS) e Carlos Japonês (PPS) foram detidos durante a sessão ordinária da Câmara Municipal. Também foi presa a ex-secretária de Administração, Elaine Cristina Pereira.
Segundo o Ministério Público (MP), processos seletivos realizados entre 2014 e 2016 que resultaram na contratação dos servidores apresentaram várias irregularidades, como falta de ampla divulgação de prazos e locais, falta de previsão do número de vagas, prazo muito curto para inscrição e rasuras nas provas.

Veja Também: Aplicativos de táxi isentam cobrança de 50% sobre corrida para Cumbica


O MP também afirma que em vez de chamar profissionais aprovados em concurso público realizado em 2015, a prefeitura convocou apadrinhados políticos com a alegação de que iriam trabalhar em regime de emergência. Os vereadores presos seriam os operadores da fraude. Eles foram trazidos para a Delegacia de Polícia de Barueri.
“Há uma revolta dos candidatos que passaram no concurso e estão vendo pessoas sendo contratadas temporariamente sem nenhum critério”, explica a promotora Camila Moura e Silva.Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados