Aluno de enfermagem em situação de rua consegue emprego em hospital de SP

O estudante colará grau no próximo dia 28

Publicado em 25/08/2016

Alderico Ferreira de Jesus, 57, formando de enfermagem em São Paulo que vive em situação de rua há pelo menos cinco meses. O estudante colará grau no próximo dia 28, e, ao que parece, um pouco mais aliviado: ele conseguiu um emprego.
O estudante contou que logo depois que o caso dele veio a público – primeiro, nas redes sociais do padre e militante de direitos humanos Júlio Lancelotti; algumas propostas de seleção para vagas começaram a aparecer.
Em uma delas, foi chamado para conversar no hospital de alta complexidade Igesp, da rede privada, e ali passou por uma seleção a um cargo de técnico administrativo. Como ainda não se formou e não tem inscrição no Coren (Conselho Regional de Enfermagem), ele não pode pleitear vaga de enfermeiro.
Ele conseguiu vaga em universidade privada, há cinco anos, graças ao Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior). Durante o curso, trabalhava em uma entidade filantrópica como agente de acolhida e encaminhamento de pessoas em situação de rua a serviços públicos, mas foi demitido após sete anos de trabalho -- e a mais de cinco meses do fim da faculdade. Quando o dinheiro do acerto acabou, ele tentou outros empregos, não conseguiu e foi despejado da casa onde morava, no extremo leste de São Paulo.

Veja Também: Fuvest abre inscrições para o vestibular 2017


Alderico recebe hoje pouco mais de R$ 80 pelo programa federal Bolsa Família, mas é pelo emprego novo que ele vai pagar os mais de R$ 260 da inscrição do Coren assim que se formar.
“Só pela luta dele até aqui, já é um vencedor”, diz médico.
Presidente do hospital onde Alderico vai trabalhar, o médico Julio César de Machado Lobato contou que o estudante começa na semana que vem, em área administrativa, até estar apto, perante a lei, a exercer a enfermagem – só então ele poderá participar de seleção para esse tipo de vaga.Curta nossa Fanpage no Facebook

Publicidade

© 2016 - Jornal NC. Todos os direitos reservados