Tribunal de Justiça derruba bloqueio do WhatsApp

Liminar partiu de um juiz da grande São Paulo o motivo seria a não colaboração em investigações por parte do aplicativo

Publicado em 18/12/2015

À 0h do dia 17 de dezembro o WhatsApp foi bloqueado pelas operadoras de telefonia. A liminar foi expedida por um juiz de São Bernardo do Campo, porém, algumas horas depois, o Tribunal de Justiça de São Paulo, solicitou o restabelecimento do aplicativo no país.


Segundo o desembargador Xavier de Souza, em face dos princípios constitucionais, não se mostra razoável que milhões de usuários sejam afetados em decorrência da inércia da empresa.


As operadoras, Tim, Claro, Oi e Vivo, cumpriram determinação judicial. A sentença foi uma punição ao Facebook, dono do WhatsApp, que não liberou mensagens usadas pelos criminosos no aplicativo para a investigação policial.


Mark Zuckerberg afirmou que “é um dia triste para o país” e completou dizendo que está chocado que os esforços em proteger informações pessoais resultem na “punição de todos os usuários brasileiros do WhatsApp pela decisão extrema de um único juiz”.


“É coisa mesmo de terceiro mundo, o Brasil ficando perto do Irã esse tipo de país que bloqueia a internet”, afirmou Wiliam Wack na edição do dia 16/12, do Jornal da Globo.


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados