Solteiras aos 27 anos: o drama das “mulheres que sobraram” na China

Para sociedade chinesa tradicional, as mulheres devem priorizar o casamento e a maternidade

Publicado em 15/04/2016

A China é conhecida pela sua história e seus costumes, uma tradição que é passada de geração para geração. Porém, muitos desses costumes vão contra a vontade de certas pessoas, que simplesmente aceitam para não serem rotuladas e rejeitadas pela sociedade.
Um grande exemplo desses costumes é das mulheres chinesas que enfrentam uma pressão enorme para se casar antes de completar 27 anos. Até hoje, uma mulher que não encontra seu companheiro até essa idade é rotulada como Sheng Nu (“Mulher de Sobra”, Encalhada), gerando um desgosto para os familiares.

Veja Também: Piloto aborta decolagem para que avós digam adeus a neto em estado terminal

Em muitas cidades chinesas, é comum encontrar “Mercados de Casamento”, um local onde os pais e familiares colocam anúncios de mulheres que estão próximas dos 27 anos e ainda não encontraram um parceiro. Tudo isso contra a vontade dessas mulheres, que são expostas e que gostariam de decidir seu futuro sozinhas.
Para tentar mostrar que isso está errado, um grupo de mulheres finalmente ergueu a cabeça e foi até um desses mercados em um parque de Xangai. Antes que seus pais chegassem, elas mudaram o ambiente e deixaram uma mensagem para eles, dizendo que a vida e as decisões devem ser feitas por elas.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados