Reforma na Previdência quer tirar o direito à aposentadoria de milhares de brasileiros



Publicado em 17/03/2017

Se você quer receber aposentadoria algum dia, esse texto é para você.






O Governo Temer enviou para o congresso um projeto que interessa apenas os donos do dinheiro do país que ataca duramente os trabalhadores, eles querem acabar com o direito a aposentadoria para milhões de brasileiros, é o que estão chamando de Rerforma da Previdência, é melhor entender essa reforma agora, porque em breve, ela pode custar muito caro. A proposta de Temer tem vários ataques aos direitos dos trabalhadores.

Idade Mínima
Eles querem aprovar a aposentadoria com idade mínima de 65 anos, isso num país onde muitos morrem antes disso. A expectativa de vida em várias regiões do Norte e Nordeste estão abaixo de 65 anos, nas periferias das grandes cidades também. Em São Paulo por exemplo, bairros como Capão Redondo, São Mateus e Grajaú têm a média de vida menor do que os 65 anos, assim, vão transformar o INSS em uma funerária.
E essa proposta vem do Presidente Michel Temer que se aposentou aos 55 anos com um salário de mais de R$30 mil, assim como a maior parte dos deputados e senadores que podem aprovar essa medida também se aposentaram cedo e cheios de privilégios.

Veja Também: Temer sanciona lei sobre distribuição de gorjeta e da taxa de serviço


Aposentadoria das Mulheres
Querem igualar a idade da aposentadoria entre homens e mulheres. Isso é uma tremenda injustiça. A maioria das mulheres brasileiras têm a chamada dupla jornada: trabalham fora e depois em casa, cuidando dos filhos e das tarefas domésticas. O Brasil ainda é um país machista e a maior parte dos serviços domésticos, infelizmente, sobra para as mulheres. Com esse acúmulo de trabalhos, é justo que a mulher se aposente antes, como é hoje. A Reforma da Previdência quer acabar com esse direito.

Tempo de Contribuição
Querem exigir 49 anos de contribuição com a previdência para que você possa ter a aposentadoria integral, hoje são 38 anos para homens e 35 anos para mulheres. Não são 49 anos de trabalho, são 49 anos de contribuição, quem trabalha por conta própria ou sem registro, não conta. Ficar desempregado nesse tempo também não conta. Ou seja, para alguém se aposentar com trabalho integral aos 65 anos, tem que começar a trabalhar aos 16, com carteira assinada e permanecer assim até os 65. Não pode ficar desempregado nem deixar de contribuir nenhum dia. O tempo de trabalho como estagiário(a) também não conta! Na prática, isso representa o fim do direito à aposentadoria para a maior parte da população brasileira e uma redução drástica da aposentadoria dos que sobrarem.
Segundo Maria Lúcia Lopes, pós-doutoranda em Política Social, com pesquisa voltada para a área de previdência e professora da Universidade de Brasília (UnB) “É impossível por duas razões: a primeira é desemprego imenso no país e a segunda é a alta rotatividade. É muito difícil começar aos 16 anos e trabalhar sem interrupção. Muitas pessoas não têm renda, ou estão desempregadas, então seria difícil contribuir por 49 anos. Essa medida significa o fim da aposentadoria pública no Brasil. Considerando expectativa de vida, desemprego, renda… é impossível. Significa contribuir e não receber. É um confisco da contribuição.” disse.

Comissões das reformas da Previdência e trabalhista terão três audiências públicas nesta semana
As eleições para as comissões permanentes da Câmara e do Senado, o projeto da repatriação e as reformas da Previdência e trabalhista devem ser os destaques desta semana no Congresso Nacional. Até agora, os deputados apresentaram 57 sugestões para alterar a proposta.
O relator da PEC, deputado Arthur Maia, do PPS, admitiu que a reforma deve sofrer alterações. As principais críticas dos parlamentares são referentes à idade mínima de 65 anos para homens e mulheres se aposentarem e o tempo de 49 anos de contribuição para receber a aposentadoria integral. Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados