Outubro Rosa: Saiba como funciona o diagnóstico, prevenção e tratamento para a doença

O câncer de mama é a doença que mais mata mulheres no Brasil

Publicado em 13/10/2015

O mês de outubro é marcado por ações de conscientização e prevenção do câncer de mama em todo o mundo. O câncer de mama é a doença que mais mata mulheres no Brasil.
Segundo estimativas da OMS (Organização Mundial da Saúde), são registrados 1,38 milhões de novos casos de câncer de mama e 458 mil mortes pela doença por ano no mundo todo. No Brasil, o Ministério da Saúde estima 52.680 casos novos em um ano, com risco estimado de 52 casos a cada 100 mil mulheres.
Prevenção
Se o câncer de mama for diagnosticado precocemente, as chances da cura chegam até 95%. Por isso é muito importante que todas as mulheres com idades entre 50 e 69 anos façam mamografia a cada dois anos.
Adotar um estilo de vida saudável, cuidar da alimentação e fazer atividade física com frequência também é uma medida de prevenção à doença. Evitar ingestão excessiva de bebidas alcoólicas, controlar o peso, amamentar e ficar atenta aos níveis de estresse diário são algumas medidas de prevenção.
Estudos mostram que mulheres que vivem uma rotina muito agitada e estressante têm quase o dobro de chances de desenvolver câncer de mama.
Diagnóstico
O exame clínico da mama é indicado para mulheres com menos de 49 anos. Ele é realizado por um médico e pode detectar caroços de até 1 cm. Já a mamografia é uma radiografia da mama que detecta lesões em fase inicial. Ela é realizada em um aparelho de raio X apropriado, que comprime a mama de modo a fornecer melhores imagens. “Apesar do desconforto provocado, esse exame causa uma redução de até 30% na mortalidade das mulheres acima dos 50 anos. Ele deve ser feito por mulheres a partir dos 40 anos a cada ano ou de acordo com as prescrições do médico”, diz a ginecologista.
Tratamento
O tratamento é multidisciplinar e deve incluir a opinião de vários especialistas médicos, como o mastologista, radiologista, oncologista clínico e radioterapeuta, assim como enfermeira especializada, psicóloga, fisioterapeuta e assistente social. Todo o tumor na mama é retirado por cirurgia, que pode ser parcial ou total, seguida de radioterapia e/ou quimioterapia.


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados