Missão é cumprida com sucesso e todos são salvos de caverna na Tailândia

Equipe de resgate caminha na caverna onde o grupo ficou preso, retirada dos meninos começou domingo e foi concluída nesta terça-feira

Publicado em 12/07/2018

Por meio de uma mensagem no Facebook, a Marinha tailandesa confirmou o resgate na Tailândia, nesta terça-feira, de todos os 12 meninos e o técnico de futebol que estavam presos em uma caverna no Norte do país.
Horas depois, as autoridades confirmaram também que quatro militares que haviam ficado para trás, entre eles um médico, haviam conseguido deixar a caverna com sucesso.
Os meninos e seu treinador haviam entrado na caverna no dia 23 de junho depois de um treino. Acabaram surpreendidos por fortes chuvas que inundaram o local e bloquearam a saída. Foram encontrados por mergulhadores na semana passada, após nove dias. Estavam famintos, mas sem ferimentos graves. O resgate começou no último domingo. Até segunda-feira, oito integrantes do grupo haviam sido resgatados. De acordo com representantes do governo, eles estão em “bom estado de saúde físico e mental”, mas ficarão em observação no hospital por pelo menos sete dias. Dois estão sendo tratados contra uma inflamação pulmonar.
Já os que continuavam presos recebiam cuidados e orientações de um médico e de mergulhadores da força de operações especiais da Marinha.

Veja Também:Torcedores japoneses recolhem o lixo na Copa da Rússia

A última etapa do esforço para resgatá-los começou logo após as 10h da terça-feira no horário local (meia noite, no horário de Brasília), com 19 mergulhadores entrando na caverna. Autoridades sanitárias explicaram que nessa fase de readaptação fora da caverna, inicialmente eles receberam comidas instantâneas e géis energéticos, mas agora estão comendo alimentos fáceis de digerir. Alguns dos meninos também já viram seus pais mas apenas através de um vidro para reduzir chances de eventual contaminação. Resultados de exames complementares são esperados dentro de alguns dias e se todos os sinais de infecção tiverem desaparecido, a expectativa é que as famílias possam visitá-los. No entanto, terão de vestir roupas de proteção e de ficar a até 2 metros de distância. Os meninos também têm de usar óculos escuros depois de terem ficado na escuridão da caverna por mais de duas semanas. Segundo a equipe de resgate, a diminuição das chuvas e do nível da água depois que foram drenados 128 milhões de litros do local possibilitou adiantar os trabalhos. Segundo o líder da operação, o nível de água no interior da caverna é o mais baixo registrado até agora. No total, 90 mergulhadores participaram da operação de resgate - 40 tailandeses e 50 estrangeiros. A missão era considerada de alto risco. Desde que se ficou sabendo do desaparecimento de 12 adolescentes e seu treinador, o povoado mais próximo da caverna, Maesai, ficou muito unido. Voluntários têm se oferecido para ajudar com alimentos e apoio psicológico às famílias dos jovens, além de terem arrecadado dinheiro para ajudar os parentes que precisaram se ausentar do trabalho para acompanhar as operações.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados