Inclusão: Barueri é exemplo na luta de pessoas com deficiência

A SDPD aproveitou a ocasião para mostrar o que a cidade de Barueri tem feito no caminho da inclusão

Publicado em 28/09/2017

Em setembro, no dia 21, no Brasil é lembrada a luta das pessoas com deficiência. A data foi escolhida por ser próxima ao início da primavera, o que representa o renascer de uma sociedade que buscou seus direitos por meio da participação plena e do exercício da cidadania. A SDPD (Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência) aproveitou a ocasião para mostrar o que a cidade de Barueri tem feito no caminho da inclusão por meio de uma programação especial.

A comemoração incluiu arte, música e muita integração entre os usuários e seus familiares. Uma exposição de pinturas em tela produzidas pelos frequentadores usuários das oficinas de cultura foi a principal atração.
“As atividades são excelentes, melhoram a socialização. Além de se distrair, a minha filha vende os quadros que pinta e ganha o próprio dinheiro. É ótimo! Aquelas mães que passam pelos mesmos empecilhos, e ainda não conhecem esse trabalho da SDPD, precisam vir aqui e perceber que é possível viver e lutar, mesmo com as dificuldades”, disse Sueli Amâncio, mãe de Janaína, que tem paralisia cerebral e participa das atividades de Pintura em Tela na SDPD que funciona em parceria com a Secretaria de Cultura de Turismo.

No mesmo dia, o secretário da SDPD, Carlos Roberto da Silva, e o presidente do Instituto Paraolímpico de Barueri, Leandro Kdeira, ministraram palestra motivacional na empresa CSU, para funcionários com deficiência.
“Melhor do que falar da luta é mostrar as conquistas. E Barueri oferece ferramentas de inclusão que visam melhorar a vida das pessoas com deficiência por meio de programas culturais, esportivos e educacionais que estimulam a autonomia e mais qualidade de vida”, disse o secretário da pasta.

Veja Também: Em Barueri, festa da Família integra pais ao ambiente escolar de seus filhos

O que rege a Luta?
A luta teve início na década de 1980, quando o ativista Cândido Pinto de Melo, fundador do Movimento pelos Direitos das Pessoas Deficientes, organizava encontros com esse público para discutir propostas de intervenções que instituíssem mais direitos e o fim das ideologias assistencialistas.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados