Grupo multiprofissional de Barueri ajuda pacientes a deixarem o cigarro

O trabalho é realizado por uma equipe multidisciplinar, formada por um enfermeiro, uma dentista, uma médica clínica geral e uma terapeuta ocupacional

Publicado em 05/11/2018

Marlete simplesmente não acreditava que um grupo pudesse ajudá-la a parar de fumar. Não seria mesmo fácil, já que a empregada doméstica Marlete Amorim Rodrigues Campos, moradora do Parque Imperial, começou a fumar com apenas oito anos de idade. Hoje, aos 40, sentiu na pele o preço: falta de ar constante, desmaios, uso de bombinhas para cumprir tarefas rotineiras e muitas idas ao Pronto-Socorro. Foi isso que a levou a dar uma chance ao Grupo de Combate ao Tabagismo mantido pela Unidade Básica de Saúde (UBS) Armando Gonçalves de Freitas.

Equipe multidisciplinar
Esse tipo de grupo existe em outras UBSs de Barueri. Na unidade do Parque Imperial ele é relativamente novo, começou este ano e já atendeu duas turmas formadas por cerca de 15 pessoas cada. Trata-se de um grupo fechado, ou seja, seus integrantes têm lugar cativo e, em caso de ausência, o lugar não é dado a outro.
O trabalho é realizado por uma equipe multidisciplinar, formada por um enfermeiro, uma dentista, uma médica clínica geral e uma terapeuta ocupacional. O processo todo segue um cronograma, formado por oito encontros presenciais e cada um trata uma questão relacionada ao tabagismo, tanto com relação ao físico quanto ao psicológico.

Veja Também: Cross Training é nova atração do Programa Vida Saudável em Barueri

Foi exatamente isso que a comerciante Silvana de Jesus relatou quando veio especialmente para dar seu testemunho aos membros do grupo atual.
Ela participou da primeira turma e, orgulhosa, celebra sete meses sem fumar. Silvana fumou durante 24 anos, começando com apenas 11. Segundo conta, o grupo mudou sua vida, até porque conseguiu falar sobre coisas que nunca tinha conseguido antes e garante que depois de passar por isso acabou se conhecendo melhor.
A taxa de sucesso tem sido ótima. No grupo atual, ela só não foi de 100% porque dois participantes vieram apenas na entrevista, mas todos os outros estão sem fumar até agora. Na turma anterior, 72% dos participantes deixaram o vício. Se o paciente ficar até o 5º encontro sem fumar, é considerado um caso de sucesso.

Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados