França proíbe produtos descartáveis feitos de plástico

A medida segue a política adotada também na proibição das sacolas plásticas, anunciada em julho deste ano

Publicado em 22/09/2016

A França anunciou mais uma medida radical para reduzir seus níveis de poluição. A nação proibiu a fabricação de itens descartáveis feitos de plásticos, como os copinhos, pratinhos e talheres muito usados em festas. De acordo com a norma, os fabricantes têm até 2020 para adequarem seus produtos a materiais de fontes biológicas e que podem ser compostados. A medida segue a política adotada também na proibição das sacolas plásticas, anunciada em julho deste ano. O fim dos descartáveis de plástico foi elogiado por ambientalistas, mas, assim como aconteceu em São Paulo durante a novela dos sacos plásticos, os órgãos de direito do consumidor argumentam que a decisão prejudica os consumidores e viola regras europeias de livre circulação de mercadorias.
A proposta veio do Partido Verde europeu e foi aprovada pelos legisladores franceses, conforme noticiado pela imprensa local. O objetivo é reduzir a poluição causada pelos resíduos plásticos e também minimizar os gastos energéticos provenientes do setor.

Veja Também: O que aconteceu na Suécia um ano após a jornada de trabalho ter sido reduzida pra 6 horas


Segundo a agência AP, o movimento de ecologistas pediu que proibição já fosse válida a partir do próximo ano, mas alguns entraves dentro do próprio governo estenderam o prazo para que os fabricantes se adequem às novas normas.
Para que os materiais cheguem as prateleiras, eles deverão ter origem biológicas e têm que ser, obrigatoriamente, passível de descarte em uma composteira doméstica.Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados