Descontentes, delegações estrangeiras dos Estados Unidos, Itália e Holanda bancam obras na vila olímpica



Publicado em 28/07/2016

As delegações dos Estados Unidos, Itália e Holanda pagaram por conta própria funcionários temporários que realizaram obras de acabamento em apartamentos da vila olímpica, onde os atletas ficarão alojados a partir deste domingo (24).
Descontentes com o que viram, os três países decidiram arcar com as contas para melhorar a situação do local.
O Comitê Organizador da Rio-2016 admitiu à Folha que abrirá o espaço aos competidores com algumas pendências, que terão de ser resolvidas nos próximos dias.
Os apartamentos serão entregues aos atletas neste domingo. Na última semana, funcionários das delegações tiveram acesso ao local.
EUA, Itália e Holanda contrataram terceirizados para diferentes funções, desde colocação de lâmpadas, a ajustes de encanamento e trabalho de limpeza. Não há informações de qual foi o valor desembolsado pelas delegações com os serviços.
Os três países foram procurados por meio da assessoria de imprensa dos respectivos comitês, mas não responderam até a publicação da reportagem. O Comitê da Rio-2016, por sua vez, confirmou que houve a contratação de funcionários independentes.
Dezessete mil atletas são esperados durante o período dos Jogos Olímpcos. A cerimônia de abertura acontece no dia 5 de agosto, no estádio do Maracanã.
A Vila fica a cerca de 4,5 km do Parque Olímpico, principal palco de provas do evento. Serão 16 modalidades com disputas no local. Ambas as instalações ficam no bairro de Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro.
Na última sexta-feira (22), a Carvalho Hosken e a Odebrecht entregaram o condomínio com cerca de 20% dos apartamentos com problemas de acabamento, como infiltrações ou reboco caindo. Os últimos dias foram de esforço redobrado dos funcionários, na tentativa de terminar tudo em tempo. A poucas horas dos atletas chegarem, operários viravam a madrugada trabalhando.
Contratados para executar obras na vila olímpica relatam que foram chamados para resolver problemas de reparo na parte elétrica. Falhas em instalações impedem o funcionamento de alguns aparelhos de ar condicionado nos quartos dos atletas.

Veja Também: Campeã mundial dos 100m peito e outros seis russos estão fora do Rio; Vladimir não vai participar da cerimônia de abertura

O Comitê da Rio-2016 informa que os testes realizados detectaram problemas em alguns apartamentos e há uma força-tarefa para eles sejam resolvidos rapidamente.
A Vila está montada num complexo de sete condomínios, 31 prédios, com total de 3.604 apartamentos, recém-construídos para serem vendidos no mercado.
Os prédios de até 17 andares estão interligados por um parque que será público depois dos Jogos.
Austrália reclama de estrutura e não ficará hospedada na Vila Olímpica:
“Não é segura”
A chefe da delegação olímpica da Austrália afirmou, neste domingo, que os atletas australianos não ficarão hospedados na Vila Olímpica durante os Jogos Rio 2016. Kitty Chiller considerou que a estrutura “não está segura” e sequer está “pronta”.
A chefe de delegação apontou “problemas de vazamento, banheiros inacabados, cabos à vista, escadas sem luz e pisos sujos, que requerem limpeza profunda”.
Curta nossa Fanpage no Facebook


Publicidade


Contato

Telefone
(11) 98983-6042

Endereço
Edifício Beta Trade
Rua Caldas Novas, 50, Sala 175,
Bethaville I - SP, CEP 06404-301.


©2014 2018 - Jornal NC. Todos os direitos reservados